CTLF Corpus de textes linguistiques fondamentaux • IMPRIMER • RETOUR ÉCRAN
CTLF - Menu général - Textes

Lima, Luís Caetano de. Orthographia da Lingua Portugueza – T02

| Table des matières | Fiche | Texte |

[Orthographia da lingua portugueza.]

Prologo.

ESta he huma das obras benevolo
Leitor, de que costumava
dizer hum Critico
dos nossos dias, que era melhor
achalas feitas do que fazelas. Eu
sou totalmente deste parecer, reflectindo
no grande trabalho, que
custaõ as ditas obras ; mas ao
mesmo tempo digo tambem,
que he muito melhor fazelas,
do que deixalas de fazer.

Tenho em meu favor o exemplo
de hum grande numero
de Grammaticos assim antigos,
como modernos, que taõ utilmente
trabalhàraõ sobre as Linguas
Grega, e Latina ; e mais
que tudo se vé authorisado o meu
5zelo, com o que praticàraõ a respeito
da Lingua Franceza huns
homens taõ illustres, como saõ
os Vaugelas, os Ménages, os
Furetieres, e os Corneilles, os
quaes naõ só explicáraõ a natureza
das palavras, mais procuràraõ
regular-lhe a Orthographia,
e os Accentos; e he sem duvida
que todos estes Authores entenderaõ
que era muito melhor applicarem-se,
ainda que com incrivel
trabalho, a aperfeiçoar a sua
Lingua, do que deixala na confusaõ,
em que alguns delles a
acháraõ no seu tempo.

A vulgar objecçaõ, com que
nesciamente se procura desacreditar
este genero de livros, he
dizer que só argúem trabalho,
6mas naõ engenho nos seus Authores.
Eu convenho facilmente,
em que nelles senaõ encontra
nem a sutileza de hum Scoto,
nem a meditaçaõ de hum DesCartes
; mas isso nasce da diversidade
da materia ; e ninguem ha
que desestime a perfeiçaõ de huma
estatua de bronze, porque
naõ iguala o preço de outra de
ouro ; nem se desacredita hum
artifice em cortar primorosamento
o cristal, por lhe naõ poder
dar o valor de diamante.

A obrigaçaõ do Author, que
emprende huma obra, he tratar
dignamente a materia, sem exceder
os limites, que lhe prescreveo
a natureza. Desta sorte se
contenta o mais celebre Pintor
7com vestir de verde escuro a hum
acipreste, e com pintar de máo
vermelhaõ a hum telhado ; por
que a perfeiçaõ de cada huma
destas pinturas naõ requere cores
nem mais vivas, nem mais
finas.

Se nesta obra me aparto da
opiniaõ de alguns dos nossos
Grammaticos, peço-te, que antes
de condenar o meu parecer,
leas com attençaõ as razoens,
em que me fundo ; e julgando que
saõ menos solidas do que me parecem,
procurarey emendar em
outra ediçaõ tudo, o que estranhares
judiciosamente neste livro.

Devo tambem advirtir-te,
Benevolo Leitor, que o meu intento
naõ querer criticar, nem
8emendar a Orthographia usada
por outras pessoas, que talvez
tem para isso fundamentos muito
solidos, mas sómente propor
alguns principios certos, e geraes,
para que de humas palavras
se deduza com facilidade a
escritura das outras.

Dirme-hàs que inutilmente
procuro regular a Orthographia
das palavras Portuguezas, indolhe
buscar a sua origem na Lingua
Latina ; porque ordinariamente
as pessoas, que mais necessitaõ
destas regras, saõ as que ignoraõ
de todo aquella Lingua. A
isto respondo em primeiro lugar,
que quando digo que se reccorra
à Lingua Latina, para se regular
de algum modo a Orthographia
9das palavras, naõ fallo
senaõ dos que tem algum conhecimento
della. Em segundo lugar
dou este conselho, por naõ
achar Orthographia mais bem
regulada, que a que se faz por
etymologias, e derivaçoens, ainda
que seja com alguma alteraçaõ,
conforme o genio das Linguas.
Nisto sigo o exemplo dos
Grammaticos Italianos, e Francezes,
que saõ os que mais se
empregáraõ em procurar a pureza
das suas Linguas. Por te naõ
cançar com muitos exemplos, te
direi sómente que os Italianos,
conforme a sua Orthographia
moderna, ordenada para uso do
Seminario de Padua, e impressa
no anno de 1721. escrevem v.g.10

Affabilità | com 2. ff de | Affabilitas.
Affermare | de | Affirmo.
Affine | de | Affinis.

Tranquillitá | com 2. ll de | Tranquillitas.

Commendatione | com 2. mm de | Commendatio.
Sommo | de | Summis.
Infiammazione | de | Inflãmatio.

Applauso | com 2. pp de | Applausus.
Applicazione | de | Applicatio.

Corregere | com 2. rr de | Corrigo.

Letterato | com 2. tt de | Litteratus.

Da mesma sorte escrevem os Francezes
conforme a Orthographia dos
Diccionarios da Academia Real, de
Furetiére, e de Richeler :

Affabbe | de | Affabilis.
Affectation | de | Affectatio.
Affection | de | Affectio.
Affluence | de | Affluencia.
Allegorie | de | Allegoria.
Amollir | de | Mollio.
Suffocation | de | Suffocatio.
11Suffisant | de | Sufficiens.
Suggerer | de | Suggero.
Sommaire | de | Summarium.
Lettres | de | Litteras.12